Home topo

Em uma nova fase do Plano 1000, 15 cidades de Santa Catarina tiveram, nesta semana, suas propostas aprovadas para o maior projeto municipalista da história do Estado. A maior parte dos investimentos está relacionada à pavimentação asfáltica, recuperação de pavimentos, acessos e revitalização.

Juntas, Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Biguaçu, Blumenau, Camboriú, Concórdia, Guaramirim, Içara, Itapema, Itapoá, Navegantes, Orleans, Rio Negrinho, São Miguel do Oeste e Tubarão receberão cerca de R$ 127,3 milhões para tirar obras estruturantes do papel.

Quanto a Nova Trento, adianta o prefeito Tiago Dalsasso, toda a documentação pedida foi enviada para o governo estadual, ainda no final do ano passado, incluindo pré-projetos de investimento dos recursos a serem recebidos.

Os três principais projetos de Nova Trento são os de asfaltamento do trecho de três quilômetros do Centro até o início do asfalto da SC-410, no bairro Morro da Onça; pavimentação das principais ruas centrais da cidade e a instalação de um centro especializado em odontologia.

São sete regiões contempladas nesta etapa: Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Sul, Norte, Litoral Norte, Meio-Oeste e Extremo Oeste. O repasse será efetuado 30 dias após a conclusão da licitação, com apresentação de toda a documentação pelas prefeituras, e será dividido em até cinco parcelas. O Governo do Estado irá destinar recursos aos municípios pelos próximos cinco anos.

Todos os municípios de Santa Catarina estão recebendo recursos, que totalizam R$ 7,3 bilhões. Cada um recebe o equivalente a R$ 1 mil por habitante. A base de cálculo do Governo do Estado para a distribuição dos valores considera as estimativas mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Por conta da eficiência da máquina alcançada pela atual gestão, o Governo catarinense garante, preferencialmente, investimentos com recursos próprios.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome