Está em vigor desde semana passada determinação da Secretaria Municipal de Saúde restringindo apenas à Unidade Básica de Saúde Santa Paulina, no Centro, a distribuição de antibióticos. A medida atende regulamentações federal e estadual.

Este tipo de medicamento só pode ser fornecido com receituário controlado de duas vias. Por isso, a regulamentação não permite a distribuição em unidades que não disponham de farmacêutico responsável técnico. Atualmente, a secretaria só conta com tal profissional na UBS Madre Paulina, esclarece o secretário Maxiliano de Oliveira.

Caso o município não cumpra a regulamentação, poderá ser punido. Para os demais tipos de medicamentos a distribuição permanece como está. A opção para os pacientes das localidades de Aguti e Pitanga, que são as mais distantes do Centro, é que a receita seja entregue para a enfermeira do posto de saúde, que a repassará para o motorista resgatar os medicamentos na unidade central.

Conforme dados da secretaria, atualmente a média mensal de atendimentos é de 2.200 pacientes na farmácia da unidade central, 390 na do bairro Besenello, 380 na de Claraíba, 490 na de Trinta Réis, 190 na de Aguti e 180 na de Pitanga.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome