Atualmente, o número de pessoas sedentárias vem aumentando consideravelmente. O estilo de vida moderno, repleto de afazeres e obrigações, além dos avanços tecnológicos que deixam tudo mais à mão, tem levado a população a se movimentar cada vez menos. Porém a falta de atividade física e de movimento pode gerar muitos problemas, como fraqueza e encurtamentos musculares, diminuição do equilíbrio e da coordenação, da massa óssea, além de cansaço, depressão e até doenças cardíacas e neurológicas.

Principalmente em mulheres, devido a menopausa ocorre uma perda maior de massa óssea, podendo acabar resultando no aparecimento da osteoporose. Além destes fatores, o uso de cigarro e os hábitos alimentares são agravam os problemas e podem aumentar o risco de quedas e, por consequência, aumentar o risco as fraturas.

Até mesmo em empresas, pausas para exercícios podem ser muito benéficos. Foto Vanessa Ruberti/O Trentino

Você sabia que o auge do desenvolvimento do esqueleto humano acontece entre os 20 e 30 anos? Depois deste período, nossos ossos vão se desgastando e para prevenir ao máximo esse desgaste minimizando o risco de fraturas é necessário ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios diariamente, não fumar e ter uma absorção diária adequada de vitamina D por meio da exposição solar.

A prática de exercícios físicos regulares melhora a força muscular, aumenta resistência óssea, deixa os músculos mais alongados, melhora a coordenação e o equilíbrio do corpo. Além de atuar no sistema musculoesquelético, atua na prevenção da obesidade e da depressão, redução do risco de doenças cardíacas, derrame, melhora da autoestima e melhora o sistema de defesa do corpo.

Existem várias opções de exercícios, cada um tem suas vantagens e oferece um benefício diferente, basta escolher aquele que você mais gosta e se sente bem. Não se esqueça! Procure a orientação de um profissional da área, como um fisioterapeuta ou educador físico para te ajudar a escolher corretamente o tipo, a frequência, intensidade e a duração do exercício que mais se encaixa com o seu perfil em cada fase da vida.

Por:
Acadêmicas Gabriela Müller Zaniz e Luanna Morente Barbier
Acadêmicas de Fisioterapia – UNIVALI
Professora orientadora: Vera Lígia Bento Galli

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome