Por meio de portaria, com data do último dia 25, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal da Saúde, desfez e contrato de trabalho de caráter temporário que tinha com o médico Maico Matos Menegola, ocupante do cargo de clínico geral, com 30 horas semanais, em exercício no Hospital Nossa Senhora Imaculada Conceição.

A chamada resilição do contrato aconteceu um dia depois de o vereador Tiago Dalsasso (MDB) enviar ofício ao delegado da Policia Civil em São João Batista, Conrado Cintrão, pedindo uma investigação. Tiago cita no ofício que no Portal Transparência, da Prefeitura neotrentina, constava, naquela data (dia 24) que mesmo afastado há cerca de três meses, por estar sob investigação e alvo de possíveis irregularidades, o profissional continuava a receber seu salário normalmente. A mesma denúncia foi levada ao Ministério Público na mesma data.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome