A estudante neotrentina de Design de Moda Jaciara da Silva, que trabalha na empresa de moda Dimy, está concorrendo ao Prêmio Ecodesign Uniasselvi.

O grupo que ela integra desenvolveu produtos a partir de  resíduos de MDF descartados de empresas de móveis e de sobras de malhas, também descartadas pelas indústrias têxteis. Com estes dois materiais, técnicas de design e muita criatividade, as alunas desenvolveram luminárias e também criaram uma coleção de bijuterias.

Jaciara (à direita da imagem) trabalha na Dimy em Nova Trento. Foto: Imprensa Uniasselvi

A cerimônia de premiação será aberta ao público, no auditório Renascimento, da Uniasselvi Brusque, no próximo dia 17. Todos os participantes receberão certificado e os grupos em 1º, 2º e 3º lugar serão também contemplados com troféu (feito com plástico vegetal biodegradável feito em impressora 3D) e uma bolsa no curso de idiomas Top Way English School. O Prêmio Ecodesign-Uniasselvi se destina aos melhores projetos de design de moda utilizando diferentes conceitos.

A ideia é desenvolver moda consciente e sustentável, com menos impacto na natureza e produtos de alto valor agregado.

Os desafios dados aos acadêmicos foram de criar produtos e serviços sustentáveis a partir dos conceitos de redução do consumo; da reutilização ou upcycling, que é identificação de novas formas de uso do produto inteiro ou em partes; da reciclagem, utilizando os materiais em novo ciclo de produção, e do conceito de reflexão do processo produtivo, identificando novas oportunidades de negócios com materiais descartados.

Os projetos são avaliados por profissionais de design, professores da instituição, nos quesitos materiais utilizados, criatividade, usabilidade e estética.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome